Pergunta e Resposta: Conselho Tutelar e os “plantões”

Ola! Boa noite. Sou conselheira tutelar e gostaria de saber o seguinte: trabalho de 7 as 17 horas com 2 horas de almoço e regime plantão noturno das 17 de um dia as 7 horas do dia seguinte. Cumprindo 5 plantões consecutivos ganha-se um dia de folga. Existe alguma lei que menciona que, na existência de feriado durante a semana, sendo que o conselho tutelar ficará fechado, mas haverá o conselheiro de plantão dia e noite, este computar-se-a em dobro? O mesmo valendo para os plantões em finais de semana? Obrigada!

Veja a resposta para essa pergunta respondida pelo Promotor de Justiça do Estado do Paraná Dr Murillo José Digiácomo a reposta original encontra-se no site crianca.mppr.mp.br

Resposta:

É preciso, antes de mais nada, analisar o que diz a Lei Municipal quanto ao horário de funcionamento do Conselho Tutelar e eventual “carga horária” semanal (somos contrários ao estabelecimento de qualquer “carga horária” de trabalho para os Conselheiros Tutelares).

De qualquer modo, importante jamais perder de vista que o Conselheiro Tutelar é Conselheiro 24 (vinte e quatro) horas por dia, 07 (sete) dias por semana (como também é o caso do Promotor de Justiça, do Juiz e de outros “agentes políticos”), e que o Conselho Tutelar é um órgão COLEGIADO, que para funcionar adequadamente – e ter legitimidade em suas decisões – deve atuar em sua “composição PLENA”, ou seja, com seus 05 (cinco) integrantes atuando CONJUNTAMENTE (sem prejuízo de eventuais diligências realizadas por apenas alguns de seus integrantes e dos “plantões”, geralmente realizados por apenas um Conselheiro – que deverá, posteriormente, levar à “plenária” do Conselho os casos atendidos individualmente).

É absolutamente INADMISSÍVEL que o Conselho Tutelar funcione por “turnos”, com “revezamento” entre os Conselheiros (se a Lei Municipal prevê isto deve ser IMEDIATAMENTE REVISTA), sendo que o horário de funcionamento do Conselho Tutelar deve ser cumprido por TODOS os Conselheiros, sem prejuízo dos plantões.

A propósito, o fato de a Lei Municipal ou outra norma (como a Resolução do CONANDA) prever uma determinada carga horária semanal (40 ou 44 horas, por exemplo), NÃO DESOBRIGA os Conselheiros do cumprimento de “plantões”, da realização das reuniões do colegiado (fora do horário normal de atendimento) para o debate dos casos e tomada das decisões (como órgão colegiado que é, as decisões do Conselho Tutelar devem ser tomadas a partir de reuniões entre seus 05 – CINCO – integrantes, por maioria de votos) e de outras atividades de PREVENÇÃO e PROTEÇÃO/ DEFESA/ PROMOÇÃO DE DIREITOS que o próprio colegiado entenda relevantes.

Veja a Resolução 139 do CONANDA

Veja vídeo feito pelo palestrante Luciano Betiate Modelo de escala de trabalho para o Conselho Tutelar:

Lembre-se Conselheiros (as) Tutelar exercem um CARGO ELETIVO, tendo uma “relação jurídica” com o município inteiramente regida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. e pela Lei Municipal específica relativa ao órgão, e JAMAIS pela CLT.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.

6 Comentários

  1. Ola bom dia, com as auteracoes da lei 12696/12 os conselheiros tutelares passaram a ter uma serie de direitos que nao constava em leis anteriores, infelizmente nao foi designado um teto salarial e como ficou a cargo das prefeituras a classe continua lutando para melhores condicoes de trabalho e tambem de salario.
    1- gostaria saber apesar de ja ter assistido os videos de Luciano Betiate sobre o conselheiro tutelar ser ou nao funcionario publico e se ha jurisprudencia para o caso. Gostaria que me fosse esclarecido algumas duvidas:
    2 – no caso de conselheiros se licenciar para trabalhar fora por um tempo determinado ate quanto tempo ele pode ficar licenciado e se tem direito a assumir novamente o cargo?
    3 – Se na lei municipal esta especificado que o conselheiro tutelar é equiparado aos funcionarios publicos inclusive todos reajustes feitos pela prefeitura os conselheiros tambem terao direito e se o prefeito der um aumento para os funcionarios efetivos e deixar o conselheiros sem este aumento ha como os conselheitos reinvindicar este aumento?

  2. o Conselheiro tutelar completou um ano de trabalho . o poder executivo poderá dar ferias a este logo após esse complemento, ou , poderá dar as ferias quando eles quiserem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*