Um ano da morte dos Conselheiros Tutelares de Poção

No ultimo sábado (6) fez um ano que Três conselheiros tutelares e a senhora Ana Rita Venâncio de 62 anos foram mortos na cidade de Poção, no agreste pernambucano.

Relembre o caso

As vítimas estavam no carro do Conselho Tutelar com uma menina de três anos, que não se feriu. O grupo levava a criança da casa da avó paterna para a casa da avó materna, uma das vítimas. As duas compartilhavam a guarda da criança. O crime aconteceu em uma estrada na zona rural de Poção, a 240 quilômetros do Recife.

Os conselheiros tutelares eram Carmem Lúcia da Silva, de 38 anos, José Daniel Farias Monteiro, de 31, e Lindenberg Nóbrega de Vasconcelos, de 54.

As mortes dos três conselheiros tutelares e da avó materna, foi acertada por R$ 45 mil. A informação foi repassada pelo delegado Erick Lessa, responsável pelas investigações. 

operação tutela

De acordo com as investigações a mandante do crime foi o oficiala de justiça Bernadete de Lourdes Britto Siqueira Rocha, de 52 anos, que já responde a um processo pela morte da ex-nora e pagou a importância de R$ 45 mil pela chacina e para isso foi instruída pelo advogado José Vicente pereira Cardoso da Silva, de 59 anos, que é ex-diretor do presídio de Arcoverde e apontado como agenciador e articulador do crime. Os executores da chacina foram Égon Augusto Nunes de Oliveira, de 27 anos; Wellington Silvestre dos Santos, vulgo Chaves, de 27 anos; Orivaldo Gode de Oliveira, vulgo Zeto, de 49 anos, que é pai de Égon e Ednaldo Afonso da Silva, de 44 anos. O agenciador intermediário foi Leandro José da Silva, vulgo Léo ou Léo de Coca, de 25 anos.

Não vamos deixar a morte dos Conselheiros Tutelares Carmem Lúcia da Silva, de 38 anos, José Daniel Farias Monteiro, de 31, e Lindenberg Nóbrega de Vasconcelos, de 54 impunes.

Juntos podemos fazer a diferença.

Pela Valorização dos Conselhos Tutelares e dos Conselheiros Tutelares.

Dizemos NÃO a todas as distorções das atribuições dos Conselhos Tutelares.


Envie sua Sugestão de pauta, denúncia, fotos, videos, piadas, contos, historias e artigos para o WhatsApp: + 55 (69) 99987-6863. Não se esqueça de se identificar.

2 Comentários

  1. É impressionante como uma quadrilha desta continuava solta e agindo na comunidade como se não devessem nada na justiça. Por que isto acontece? onde esta a falha, pois os cidadães estão aprisionados dentro de suas casas para não serem vitimas de pessoas que cometem atrocidades e continuam dono da cidade, prontos para matar e extorquir qualquer cidadão de bem de quem eles não gostem. Eles mataram os conselheiros tutelares porque achavam que também não daria em nada como se os conselheiros não tivessem quem os defendesse e os crimes ficariam impunes, se fossem promotores ou juízes com certeza eles não cometeriam este atentado pois os mesmos tem segurança onde quer que estejam. De qualquer forma é preciso que os conselheiros tutelares se capacitem para não continuarem a cometer desvio de função e não ficarem executando medidas que não são de sua competência. Esta tragedia poderia ter sido evitada se os conselheiros tivessem agido dentro do que orienta o ECA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*